Galego Publicado por www.relatoseroticos.es em 01/01/2010 em Hétero: geral

" Nós todos sabemos como são gastos (que gastamos) os galegos. Quando um (outro) vai, eles (nós) estão agora (estamos) voltas. E perguntar (pedir) algo está fora tosquiado, para que você vai responder (resposta) com outra pergunta. "

Conto adicionado a favoritos
Autor adicionado a favoritos
Conto já adicionado a favoritos
Autor já adicionado a favoritos
Conto salvo para leitura posterior
O conto já estava em sua lista para leitura posterior
Este conto anônimo foi publicado originalmente em relatoseroticos.es. E foi traduzido automaticamente usando a tecnologia de traductor.es, pode conter erros de ortografia, erros gramaticais ou palavras não traduzidas do texto original.

Todos nós sabemos como eles são gastos (que gastamos) Galego Quando um (outro) vai, eles (nós) já. são (somos) de voltas e perguntar (pedir) algo está fora tosquiado, para que você vai responder (resposta) com uma pergunta < ../p>

É como verbena, de volta " padrão " ... Soa Orchestra e chegar ao " lento ". Um grupo de " rapina " prowls o ângulo diferente " rapariga ". Uma determinada aborda o majeta, e requer sua atenção.

- (solícito e amigável) você dança

- (Dodge e rotunda) n

- (espantado) E então(expressão típica galega que substitui o por quê?)

- (Mais rotunda) Então, ou

(estou reproduzindo o diálogo em galego,!. tem mais " chicha ")

-¿Bailas

-¡Non

! ? -¿E Logo

Logo -¡E seja

É isso aí. Gallegos !!!

Mas como nós somos, digo-vos uma história verdadeira que aconteceu em um ensaio para trás nos anos setenta e foi-me dito pelo advogado de uma das partes. Lembro-me agora (as respostas, manter seu " que ", em que se entende galego-ing):

Você chamar uma testemunha para depor e passa a pedir suas possíveis ligações com o conhecimento, amizade, relacionamentos & lt acusados ??da família;./p>

- Você sabe o que você acusado, assim e assim e assim, aqui presente.? - Solicita o advogado, tons cuidadosamente polidos e medidos, o seu testemunho

- E se você ou eu coñezco? Claro Coñezco ou ... sempre!. Somos vizinhos. Dende viveu xa pequeno titular com a operadora. responde a testemunha, áspero e resistido compatriota, determinada voz e maneiras folksy e entusiasta (eles vivem, ir)

- Será que aderir a um relacionamento amigável com o fulanito acima mencionado tal e tal? - O advogado continua com o mesmo tom monótono e lt correta e;/p>

- Home, vou dizer que antecederam!. Estávamos xuntos na Escola fixemos xuntos mili, você unha noiva Mais pois nós compartilhamos ... claro que somos amigos. Moito. - A testemunha parece sentir-se à vontade, e determinou

. - E o salvou algum relacionamento familiar? - O advogado mantém o tom do questionamento

Aqui está o testemunho silencioso por um tempo ... Ele pensa com cuidado e diz duvidosamente

- Pois, A Verdade, não sei eu

! Intrigado, o juiz intervém e pergunta:

- Vamos ver como ele não sabe? ¿Você. Ele não afirmou claramente que o arguido conhece desde a infância

- Sim, isso Dixen. Ou coñezco dende sempre - testemunha Rotundo

- E não é verdade que você disse são vizinhos desde então? Juiz continua

- Xa dizer che!. Sempre na viveram casa MESMA, carrega com porta! - Mais e mais determinada nas suas manifestações

- E isso indica que vocês são amigos .. - O juiz é claramente surpreso

- Moito, Certo E. - Precise

- Bem, eu vou te dizer se sabendo de vida, sendo vizinhos sempre que professa grande amizade e como você pode não saber se um vínculo familiar ligando-!!.? - Visivelmente chateado, o juiz não pode conter sua amostra & lt espanto de exclamação;/p>

E a testemunha respondeu com toda a calma do mundo:

- É que eu são fillo de solteira!


Avaliações

Só usuários podem votar 0 de Avaliações

Comentários 0

Sobre este conto

Visualizações 5019
Avaliação 0 ( votos )
Comentários0
Favorito de0 Membros
Contador de palavras: 570
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Afiliados