meu irmao me comeu Publicado por anônimo em 31/01/2018 em Amor Filial

"Quando anoiteceu me vesti, coloquei uma saia preta colada no bumbum e curta sem calcinha para não marcar, um camisa branca de manga cumprida e com os primeiros botoes abertos, aparecia um tanto do meio seio, e um colar. "

Conto adicionado a favoritos
Autor adicionado a favoritos
Conto já adicionado a favoritos
Autor já adicionado a favoritos
Conto salvo para leitura posterior
O conto já estava em sua lista para leitura posterior

Coloquei um salto agulha preto e cabelos soltos, fui jantar. Onde passava alguns homens me olhava com desejo. Retornando ao hotel, estacionei meu carro e desci rumo a entrada. Estou entrando e alguem me chama, levei um puta susto. Quando olho kkk era ele, meu lindo irmao, estava encostado no carro dele de braços cruzados e sorrindo, barba por fazer, camisa. Fui em direção a ele com um sorriso enorme, estava gato, 1. 90 forte. Ele me olhou dos pes a cabeça com cabeça com um olhar de muita saudade. Cheguei dei um abraco nele, muito cheiroso ele estava, nos comprimentamos e o convidei pra entrar. Estamos subindo pelo elevador, ele me abraçou muito forte de tanta saudade que me deixou sem reação, que abraço gostoso.. Entramos no quarto, ofereci algo para beber, ele aceitou uma cerveja e eu o acompanhei. Sentamos rimos bastante, conversamos.

Tomamos umas 5 latas de cerveja, em seguida partimos para o vinho 3 garrafas, eu já estava bem alegre rs. Fui até o banheiro ver minha maquiagem e ele veio atras logo apos, por tras, comecou a beijar meu pescoço, cheirar meu cabelo, pegava na minha cintura com força, sentia a mão enorme dele no meu corpo. Beijava minha orelha segurando meu cabelo. Seu penis comecou a ficar duro e eu sentia no meu bumbum. Comecei a me esfregar nele, rebolava pressionando no pau dele, que fikava cada vez maior. Ele contornava meu corpo com as maos, apertava meus seios, descia pela cintura, minhas coxas levantando minha saia. Eu me virei de frente para ele, beijei como a muito tempo não fazia, que delícia de boca, dava leves mordidas no meu labio, sentia a barba dele no meu rosto e pescoço. Ele começou a abrir os botoes da minha camisa, tirou-a, abriu meu sutiã, acariciava meu peito.

Começou a lamber o biquinho que estava aceso, passar a lingua, eu já estava louca de tesão nakele momento. Ele foi me beijando pela barriga e se agachando, quando já estava lá embaixo desceu minha saia e continuou beijando minha buceta lisinha e cheirosa. Ergueu um pouco minha perna e chupava meu clitoris como ninguem tinha feito antes. Ele se levantou e me puxou pro quarto, me sentou na cama e fiko de frente a mim, foi abrindo a calça, eu em contrapartida abri o ziper e dei umas mordidas atraves da cueca dele. Era grosso e grande. Tirei o pau dele para fora, comecei a lamber a cabeça, em volta, acariava as bolas. E comecei a mamar com muita vontade. Que pinto gostoso, não via a hora de ter ele quente dentro de mim. Chupava e olhava para ele, cuspia pra deslizar, batia um pouco e mamava, lambi as bolas dele enquanto batia uma e olhava com cara de safada pra ele louco de tesão. Ele me jogou deitada na cama e veio pra cima de mim, abriu minhas pernas e foi pincelando meu clitoris e buceta com akele pau delicioso, enfiava e tirava.

Ele colocou lá dentro e foi metendo devagar. Me beijava loucamente, chupava meu seio. Começou a meter bem gostoso, que tesão. O pau dele batia no meu utero, roçava as paredes da minha bucetinha, eu sentia ele bem quente me estourando. Estava com muito prazer, eu gemia, apertava os bracos dele bem forte, me faltava o ar de tanto prazer,é simplesmente impossivel de descrever o tesão de dar para um irmao de sangue,é uma senzsaçao de nivel infinito... Ele pediu pra virar de quatro, empinei bastante a bunda, ele tinha uma visao ampla do meu cuzinho e da minha buceta, ele meteu com muita força, sentia suas bolas bater na minha bunda enorme. Puxava meu cabelo e eu empinava mais ainda. Me deu uns tapas forte que me dava mais tesão. Eu gemia como louca, chamava ele de gostoso, pausudo, safado, e ele me retribuia com as metidas bem forte. Estava com tanto desejo que implorei pra ele por no meu cuzinho. Nao entrou muito facil, mais ele foi paciente e me penetrou por tras, que negocio enorme no meu cu. Ele estava muito excitado. Depois de varias bombada ele colokou o pau na minha boca e comecou a gozar akele leitinho bem quente, na minha lingua. Que delicia. Engoli todinho e limpei ele com a lingua. Nos deitamos exaustos e falamos e transamos a noite toda.

Hoje temos planos de nos separar e fikarmos juntos pra sempre, ele é tudo que eu quero para mim. Me faz sentir a mulher mais linda e desejada do mundo, maninho se estiver lendo isso saiba que te amo, eu por vc, e você por mim...

Avaliações

Só usuários podem votar 0 de Avaliações

Comentários 1

Sobre este conto

Autor anônimo
Categoria Amor Filial
Visualizações 1322
Avaliação 0 ( votos )
Comentários1
Favorito de0 Membros
Contador de palavras: 832
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Afiliados