O proibido... Publicado por anônimo em 16/10/2018 em Lésbica

"Fiquei afim da melhor amiga da garota que eu ficava. Não consegui me controlar, participei de um ménage com ela. Vem conferir..."

Conto adicionado a favoritos
Autor adicionado a favoritos
Conto já adicionado a favoritos
Autor já adicionado a favoritos
Conto salvo para leitura posterior
O conto já estava em sua lista para leitura posterior

Conto especial

No mês de maio, estava passando um final de com umas amigas, dentre elas Rúbia, uma amiga q geralmente transamos. Eu já tinha ouvido falar sobre a melhor amiga dela, Carol , mas contato nenhum, até q esse fds, queria saber o aniversário de Rubia, então na maior cara de pau, entrei no Instagram e perguntei a melhor amiga. A.partir desse dia, começamos a ter um pouco de contato, até q passamos a nos falar todos os dias (o q foi super rapido). Os dias foram passando, as brincadeiras surgindo, os pensamentos foram fluindo, qnd percebi estava afim dela, logo ela, a melhor amiga da pessoa q fico. Sabia q era proibido, porém tava complicado controlar, até foto um pouco mais ousada rolou, olha q nunca tínhamos nos visto pessoalmente. 

Até q chegou o dia de conhecer, eu me preparei, pois sabia q não poderia demonstrar a vontade q eu estava de a sentir bem perto de mim. Lembro perfeitamente cm foi, eu estava um pouco sem graça, mas respirei a dei um abraço e um beijo em seu rosto, detalhe, o beijo pegou muito perto da boca...Entramos na casa de nossa amiga e agimos de forma normal. Rimos, brincamos, nos arrumamos pra sair, saímos, nos divertimos. Ela dormiu do meu lado, na mesma cama q eu, só eu e ela, mas ficamos cada uma no seu canto. No dia seguinte, no final da tarde, fomos fazer massagem uma na outra, inclusive em Rúbia. A massagem foi esquentando e qnd percebi estávamos as 3, isso msm, as 3 cheia de tesão, qnd eu vi a Carol na minha frente não segurei, passei a mão em suas costas, tentando controlar pra não dá tanto na pinta, enfim, foi doidera. Após Isso, recebemos a proposta de um ménage, Rúbia nos convidou, pensei muito, e vi naquele momento a oportunidade pra ficar com ela, então aceitei, ela tb e assim foi. Ela sabe, pq sempre falo disso, eu estava atrás dela, maluca, cheia de TESÃO, qnd vi eu estava passando a mão em suas costas, nos seus seios, Coloquei a mão na sua nuca, puxei seus cabelos, a fazendo chegar perto de mim, cheguei perto do seu ouvido, nossa que tesão, ela abaixou e qnd vi aquela bct na minha frente não resisti, já fui de boka, que sensaçãoooooo, consigo sentir até hj, delícia. Enfim, nesse dia não conseguimos nos curtir tanto qnt gostaríamos. O q aconteceu foi q nossa vontade aumentou, e já q abriram a porta do proibido...

Nossas conversas passaram a ser mais ousadas, a vontade q eu fiquei de fuder com ela foi absurda,  um tesão Fodaa por ela, então, resolvemos matar um pouco dessa vontade marcamos um encontro, escondido, adoramos adrenalina rs. Eu estava ansiosa, a busquei no trabalho, fomos almoçar, a levei de volta e fui pra pousada aguardar sua chegada. O tempo demorou a passar, até q ela chegou, enfimmm. Eu já tinha a provocado mandando fotos pra ela, sei q ela estava cheia de tesão, cheia de vontade de fuder comigo, então já chegou indo direto p banho, claro eu a chamei, foi então q rolou um beijinho, q beijinho gostoso, so fez aumentar mais ainda a vontade. Quando ela saiu do banho, eu estava na cama, só de calcinha, ela veio enrolada na toalha, eu puxei a toalha, a trouxe pra mim, começamos a nos beijar, cm foi bom poder a sentir , como foi gostoso poder a tocar.

Sentir os dedos dela entrando no minha bct, putz, ela me chupando gostoso, me deixando mais maluca ainda, eu escorria, minha bct pedia mais e mais...A gente se entendeu bem demais,tive o prazer de a sentir de novo,  tocar, meter, ouvir seu gemido, estava me controlando pra não meter tão forte, mas ela falou q gosta um pouquinho de dor nesse sentido, sem nem perceber foi q comecei a meter mais, mais forte, que gostosooo. Claro q eu tinha q a chupar, então desci, meti a cara naquela bucetaaaaa, qnt mais chupava mais queria, ela gemia, se contorcia, eu travei suas pernas, continuava chupando, e ela cada vez mais maluca, eu não parei, chupei tanto, q qnd percebi estava sentindo a gozada dela na minha boka. PQP, que sensação da poha, muito gostosa.

Nossa conexão foi gostosa demais, tudo q eu queria estava tendo. Mas foi além do q eu imaginava,  As coisas foram fluindo de forma bem natural, nossos corpos se encaixaram, a sensação foi q nos conhecíamos a muito tempo. 

Nos rimos, nos divertimos, trocamos carinho, sem explicação o q senti estando com ela. Ela se faz de durona, até é, mas em 4 paredes ela é uma fofa, super carinhosa, atenciosa. 

Pena q ela não pôde passar a noite cmg, mas a ter por algumas horas foi uma experiência maravilhosa, preciso me cuidar, não posso me apaixonar, mas se acontecer ð?¤·ð??»‍â?? fazer o q? Medo de certa forma tenho, mas pelo menos por enquanto, nao quero travar o q estou sentindo.

O q sei é q ela me faz bem e eu a quero de novo...

Anônimo

Avaliações

Só usuários podem votar 0 de Avaliações

Comentários 1

Sobre este conto

Autor anônimo
Categoria Lésbica
Visualizações 1065
Avaliação 0 ( votos )
Comentários1
Favorito de0 Membros
Contador de palavras: 977
Tempo estimado de leitura: 5 minutos

Afiliados