Mas que surpresa!! Publicado por anônimo em 13/07/2017 em Sexo em grupo

"Olá, meu nome é Melissa(fictício), tenho 46 anos, trabalho como caminhoneira, sou separada a 12 anos e nesse período não tive muitos homens até dezembro de 2016. (Sem pau a buceta não guenta, ela chora rsrs)"

Conto adicionado a favoritos
Autor adicionado a favoritos
Conto já adicionado a favoritos
Autor já adicionado a favoritos
Conto salvo para leitura posterior
O conto já estava em sua lista para leitura posterior

Depois que conheci Carlos que mora em Curitiba, me envolvi com ele, confesso que ele era sedutor, simpático e gentil.


Depois de 1 mês e meio, mesmo se falando por SMS ou ligações, não aguentamos, ele e eu decidimos brincar.


Como eu fazia muito a rota até SC, na volta eu tinha tempo de sobra pra ele, na volta de SC combinamos de nos encontrar no mesmo posto da última vez e ele me levar pra casa do amigo dele, eu ficava curiosa em saber porque na casa do amigo?


Eu voltei, cheguei no posto, fui ao banheiro, me banhei, passei um creme pelo corpo, me maquiei, dessa vez decidi vestir uma lingerie sexy por baixo de um vestido e usar um salto alto agulha (o salto ficou estranho, porque sempre uso coturno ou ténis), levei 2 horas para me produzir, ao sair do banheiro os frentistas me olharam babando, eu estava me sentindo (rsrs), fui até o caminhão, deixei minhas roupas, fiquei por ali, os homens passavam e me olhavam.

Naquele momento acho que eles pensavam que eu era prostituta rsrs.
Me distrai até que Carlos chegou, desceu do carro e me elogiou, eu fiquei sem graça, ele me deu um beijo e fomos nós na casa do amigo dele, percebi que ele estava contente, fomos conversando, ele disse que tinha uma surpresa pra mim na casa, eu comecei a pensar no que era.


Chegando na garagem da casa notei que havia um carro, o tesão deu lugar a apreensão, ao entrarmos, fomos pro quarto, ele me deu alguns beijos, ao entrarmos no quarto havia outro casal, ele disse ser o amigo com a esposa. Perdi a graça, eu arrumei vergonha, pedi pra voltar embora, mas ele me beijou, começou a me aquecer, passando a mão na minha buceta, fomos tirando a roupa, ele tirou meu vestido, jogou no chão, quando vimos estavamos pelados, fomos pra cama.

Ele chupou minha buceta, lambia loucamente, o amigo dele me deu o pau pra chupar, eu mal o conhecia e fiz um boquete pra ele, depois de um tempo, Carlos sentou na cama, me pediu pra sentar no pau dele, eu abri a buceta e com gosto sentei, naquele momento nem percebi que ainda estava de sandálias, comecei a cavalgar de costas pra ele, eu gemia alto, parecia uma puta, ele segurou em meus peitos, eu fazia caras e bocas, gritava, no outro lado o amigo dele comia a mulher, ela parecia atriz porno rsrs.

Carlos começou a meter, suas bolas eram espremidas entre minha buceta e suas virilhas, eu fui a loucura. Naquela noite fiz algo que nunca imaginei, depois de um tempo, ele deitou-se na cama, pediu pra mim deitar sobre ele, senti outra boca chupando minha buceta e meu cuzinho, logo depois Carlos penetrou na minha buceta, enquanto o amigo dele foi introduzindo o pau dele no meu cuzinho, nem brava eu fiquei, eu estava entregue ao prazer, a mulher me fez carinhos.

Me beijou na boca, deu a buceta pra chupar, nossa, eu estava doida com dois paus e uma buceta, logo começaram o vai e vem, eu comecei a gemer, gritar, mas era abafada pela buceta na boca, notei que a moça tinha um piercing, foram 20 minutos, eu estava alucinada com a novidade.


Trocamos de posição, Carlos me pegou pela cintura, meteu na minha buceta por trás, enquanto eu mamava o pau do amigo dele, estavamos malucos, nós 4.

Carlos entao saiu de mim e foi comer a outra, o amigo dele todo carinhoso começou a me comer, ele era safado, bem mais que Carlos, ele penetrou, fazendo um vai e vem rapido, eu gemia, ele dizia coisas excitantes, eu estava cada vez mais alucinada ao sentir um pau diferente na minha buceta, estava uma delicia, depois de um tempo a moça e eu passamos a nos beijar, acariciar, até que começamos a esfregar nossas bucetas, eu fiz um boquete pra Carlos que estava quase gozando.

Ela e eu paramos, começamos a nos beijar, enquanto os dois tocavam uma punheta, eles anunciaram que iriam gozar, o amigo de Carlos gozou na minha boca, eu fiquei maluca, Carlos logo gozou em mim também, fiquei me lambendo com a porra dos dois, troquei beijos com a moça, fomos tomar banho, eu estava cansada, meu cuzinho e minha buceta estavam doendo, eu nem acreditei no que fiz, fomos jantar, logo após a janta.


Carlos me levou embora até meu caminhão, demos beijos, ele disse que seria sempre assim. Comecei a pensar, segui viagem pensando e fiquei apreensiva e com medo.

Avaliações

Só usuários podem votar 0 de Avaliações

Comentários 1

Sobre este conto

Autor anônimo
Categoria Sexo em grupo
Visualizações 329
Avaliação 0 ( votos )
Comentários1
Favorito de0 Membros
Contador de palavras: 823
Tempo estimado de leitura: 4 minutos

Afiliados