Jantar Publicado por paixão22 em 09/04/2017 em Transexuais

"Era sexta-feira e queria fazer alguma coisa peculiar, assim que fiz um jantar especial e..."

Conto adicionado a favoritos
Autor adicionado a favoritos
Conto já adicionado a favoritos
Autor já adicionado a favoritos
Conto salvo para leitura posterior
O conto já estava em sua lista para leitura posterior

Jantar

Olá a todos meus leitores, como estão? Espero que estejam muito bem e façam tudo o que queiram, quando me refiro a tudo quero fazer mais ênfase nas coisas que lhes deem prazer, seja beber, seja ler, seja transar, seja o que for prazenteiro para vocês recomendo que o façam, já que a vida é uma e não sabemos até quando vamos a permanecer neste mondo e é preferível viver as coisas que arrepender-se de não as ter feito, ou pelo menos esse é meu pensamento e a isso me refiro.

Hoje era sexta-feira e ainda não tinha acabado o caso Guimarães, era algo complicado, mas por isso o apanhei, gosto dos desafios e sei que o farei excelente, não é por ser arrogante, contudo se deve estar seguro das qualidades próprias e as minhas no âmbito da advocacia são ainda demais ótimas e sei que tudo vai dar certo. Além disso, precisava de estar relaxado e queria fazer algo peculiar hoje, queria ter um jantar especial com Flor, assim que me aproximei a seu gabinete e ali estava sentada tão bonita preparando um caso, entrei e lhe disse...

- Oi minha Flor, está muito ocupada? –

- Para você não o estou, diga para que sou boa. – Ela.

- Bom hoje vou fazer um jantar especial na minha casa e gostaria de que fosses, você tem algo para fazer esta noite? - Eu.

- Tinha um compartilhar com umas amigas, mas prefiro compartilhar com você e quero comer desse jantar tão especial jejeje! - 

- Então espero em casa às dez. –

Depois de falar com minha querida Flor, sai do gabinete para ir a comprar as coisas que ia necessitar para fazer o jantar, me aproximei ao meu Jaguar e o liguei, de verdade que o som de seu motor me fazia estar entre relaxado e excitado e eu gostava muito dessa mistura de sensações. Pois sai do escritório e cheguei até o supermercado e comprei tudo, logo passei por uma loja de fumo e comprei meu querido Captain Black Cherry e dali fui diretamente a casa.

Já em casa liguei o computador e acedi à porta-folio do prostibulo que eu gostava “ A vontade do homem” e comecei a buscar o que queria, então foi quando disse Eureca! Já que tinha encontrado o que precisava e se chamava Juliana Souza, transexual de 28 anos, loira de cabelo, pele dourada, peitos perfeitos, corpo sensual e uma bunda firme e gostosa, assim como eu gosto, dei com seu número de celular e a liguei...

- Oi Juliana, tudo bem? Estou ligando para contratar seus serviços. – Eu.

- Oi tudo legal, amor! Mas quer meus serviços quanto tempo? – Ela.

- A noite toda e por dinheiro não haverá nenhum problema, igual se seus serviços são muito bons posso ser generoso. – Eu.

- Oh por Deus! Então vou tentar de ser a melhor e você é ativo, passivo ou versátil? – Ela.

- JAJAJAJA muito direita, gosto disso; sou ativo, mas quero saber se você está disposta em fazer um trio? – Eu.

- Posso, sim! Mas vai ser com outro homem ou uma mulher? – Ela.

- Será com uma mulher e posso dizer que é muito bonita. – Eu.

- Muito melhor para mim amor! Então diga-me hora e lugar onde devo estar.- Ela.

- Bairro as gardênias, quinta 15 às dez da noite. – Eu.

- Muito bem, ali estarei meu amor, além disso espero poder ser a melhor com você. – Ela.

- Eu quero que você tente isso, a única coisa que vou pedir e que esteja elegante para minha amiga e para mim.- Eu.

- Vou está-lo amor, então vemo-nos às dez, beijinhos. –

Depois de ter concretado tudo com a sexy Juliana, comecei com os preparativos finais do jantar, esse dia ia preparar cordeiro assado com alecrim, acompanhado com uma salada de escarola, repolho e laranja, para beber um vinho tinto Pinot Noir e de sobremesa mousse de queijo com calda de goiabada, tudo daria certo e ficaria muito bom. Logo de ter acabado a comida já eram às nove e quinze e fui a apanhar um relaxante banho.

Logo de ter-me relaxado e ficar muito limpo, me preparei para esperar a minha visita; esse dia me coloquei umas calças bege e camisa azul claro, um suspensório e gravata borboleta azul escuro igual que meus sapatos, além disso me pus Acqua di Gio para assim ter um cheiro ainda demais agradável.

Já eram às nove e cinquenta e ouvi a campainha da minha porta, olhei meu relógio e vi que estava a chegar alguém um pouquinho dantes do previsto, quando abri a porta ali estava Juliana com um vestido branco ajustado o qual ressaltava suas acentuadas curvas e ao vê-la sorri porque de verdade estava muito gostosa e me faz sentir uma forte ereção.

Invitei a esse mulherão que entrasse a minha casa e me deu um beijo entre a bochecha e o lábio, se não fosse porque esperava a Flor a apanhava ali mesmo e a fazia minha, mas me contive; fiz que se sentasse no sofá da minha sala e fui por uma taça de vinho branco para minha invitada, era uma pessoa muito alegre e gostava de sua pessoalidade, além disso, gostava muito de seu rosto. Já eram às dez e cinco e ouvi como se parqueava um carro no meu estacionamento e soube instantaneamente que Flor tinha chegado.

Ao instante ouvi como batiam minha porta e fui a receber a minha querida Flor, esse dia tinha um vestido verde ajustado e se via ainda demais de bonita e sexy, a invitei a entrar e a presentei com Juliana, mas dantes que Flor tinha chegado eu lhe contei à mulherão que minha amiga não sabia nada e queria surpreende-la com tudo.

Invitei-as para que passarem a sala de jantar e ali foi onde Juliana ficou surpreendida, já que imaginou que só iria a dar seus serviços e não era assim. Começamos a comer e beber, o melhor de tudo é que falávamos de qualquer coisa e era muito engraçado e interessante, de verdade que Juliana era muito boa e inteligente. Depois de comer fomos ao meu jardim já que eu queria fumar meu cachimbo, e enquanto o fazia Flor e Juliana bebiam vinho, as duas já tinham várias taças no corpo.

Depois entramos e coloquei música, apanhei a Flor e comecei a dançar com ela, depois se aproximou Juliana e me pediu a Flor para dançar com ela, de verdade que era muito excitante vê-las estar tão perto uma da outra ao ritmo de uma sexy música, assim que não aguentei e me aproximei as duas e primeiro beijei nos lábios a Flor e logo a Juliana, pois, nós estávamos beijando os três ao mesmo tempo, que delícia era isso, logo me separei e comecei a ver como Juliana apanhava domínio e encostava no sofá a minha amiga.

Estando as duas ali, Juliana subiu o vestido de Flor e, além disso, retirou o fio dental, para assim, começar a comer-se sua bonita vagina, isso me faz estar muito excitado e me aproximei, saquei meu membro das calças e o introduzi na boca de Flor, ela o chupava com loucura e que rico era isso. Depois Juliana se pus de pé e de seu vestido sacou seu pênis, a cara de Flor foi de muita surpresa, mas começou a comê-lo com o meu, lhe saquei os peitos a Juliana e comecei a chupá-los.

Enquanto Flor comia nossos membros eu beijava com desejo a Juliana, logo mudamos de posição e pusemos a minha amiga de quatro para ser penetrada por mim enquanto lhe dava um boquete a minha outra “amiga”, estar ali transando era uma delícia; depois mudamos de posição e Juliana se sentou e Flor se colocou em cima e começou a mover essas cadeiras como se não houvesse manhã, me aproximei e introduzi meu membro na boca de Juliana enquanto eu mexia minhas cadeiras.

Aos minutos mudamos de posição e me sentei, mas quem se sentou no meu ereto pênis foi Juliana, estava sentada de costas, para que assim Flor pudesse chupar seu membro enquanto eu a penetrava, assim estivemos uns minutos; logo mudamos de posição novamente e Flor ficou novamente de quatro enquanto Juliana a penetrava e eu a penetrava a ela, parecíamos um comboio, mas carregados de prazer.

Depois de estar uns minutos assim, com nossos gemidos e suor misturados aconteceu novamente algo que me tinha acontecido muito pouco, os três chegamos ao orgasmo no mesmo momento e foi magico, houve uma explosão de sentidos no ar e foi uma delícia. Juliana e Flor estavam esgotadas, me dirigi a cozinha e fui pela sobremesa, começamos a comê-la e lhes disse...

- Espero que apanhem energias porque apenas está começando a noite.-

O que aconteceu depois vai ficar para outro relato, meus queridos leitores...

Avaliações

Só usuários podem votar 0 de Avaliações

Comentários 0

Sobre este conto

Autor paixão22
Categoria Transexuais
Visualizações 197
Avaliação 0 ( votos )
Comentários0
Favorito de0 Membros
Contador de palavras: 1719
Tempo estimado de leitura: 9 minutos

Afiliados